No momento de comprar o protetor solar, diversos fatores devem ser avaliados na escolha do melhor para o seu rosto e corpo, por exemplo, o seu tipo de pele, cor da pele e o quanto você se expõe ao sol.

Veja dicas essenciais na hora da compra:

  • De acordo com o Consenso Brasileiro de Fotoproteção, é indicado o uso de protetor solar com FPS mínimo de 30
  • Em geral produtos em gel, gel-creme, fluido e sérum têm textura mais leve e são mais adequados para peles mais oleosas. Já os cremes e loções são mais indicados para peles normais a secas. 
  • Se tiver a pele sensível, com alergia ou rosácea, verifique os componentes e escolha um específico para peles sensíveis.
  • Oil-free – Essa expressão não é sinônimo de “livre de óleo” e sim de que o produto é menos propenso a causar ou aumentar os cravos e a acne. 
  • Compre um de acordo com o seu tipo de pele. O importante é acertar para não obstruir os poros de sua pele.
  • Não se esqueça dos lábios, eles são extremamente fotossensíveis e sofrem danos causados pelas radiações UV, como envelhecimento, ressecamento, formação de fissuras e etc. Para protegê-los, basta usar um protetor labial semelhante batom e caso não tenha esta opção, você pode e deve usar o mesmo protetor solar do rosto. O mais importante é não ficar sem filtro.
  • Não é aconselhável comprar um único filtro para a família, com atenção para as crianças, que têm pele mais sensível. Adultos e crianças têm pele com sensibilidades diferentes à queimadura solar.
  • Acreditar que bronzeador substitui protetor. Os bronzeadores protegem contra raios UVB, mas deixam grande parte dos UVA passar. Ao barrar a UVB, a pele não fica avermelhada, mas é graças à baixa proteção UVA que a pele fica mais escura. Não existe bronzeado saudável, infelizmente. O bronzeamento é uma resposta da pele à agressão sofrida pela exposição solar, que danifica o DNA. Saiba que ao usar esse produto você levará, precocemente, ao envelhecimento da pele.
  • Nunca usar BB Cream como protetor solar. Nem todos têm proteção, existem produtos denominados pela Anvisa como multifuncionais. Eles destacam o FPS, mas não têm boa proteção contra raios UVA.
  • Lembre-se de que o FPS está ligado à proteção contra os raios UVB (podem provocar queimaduras e câncer de pele, além de ser responsável por alergias, penetram superficialmente na pele, causam vermelhidão e a sensação de ardência). Porém, a proteção contra os raios UVA (responsáveis pelo envelhecimento precoce da pele, manchas e contribuição ao câncer de pele) é um terço do FPS rotulado. Logo, quanto maior o FPS do produto, maior também a proteção contra os raios UVA.